top of page
  • Foto do escritorAndre Martins

Agência Alemã, deverá formar parceria afim de desenvolver projetos em Itapecuru-Mirim




A cidade de Itapecuru foi incluída na seleta lista dos municípios brasileiros a serem contemplados pelo Ministério das Cidades e a GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit) Brasil, Agência de Cooperação Internacional Alemã para o Desenvolvimento Sustentável.


Somente 12 municípios do país foram selecionados para desenvolver projetos de desenvolvimento urbano integrado, inclusivo e resiliente ao clima, como parte da primeira fase do Projeto Desenvolvimento Urbano Sustentável (DUS) em colaboração com entes municipais. Seis projetos serão os escolhidos na etapa final, marcada para o dia 2 de agosto.

Mais de 170 municípios de 23 estados brasileiros, incluindo capitais, concorreram a um edital que prevê apoio para financiamento do projeto, plano de financiamento e assessoria. As propostas foram avaliadas por diversidade territorial, diversidade de temas, e biomas, de macrorregiões, entre outros.


Itaparque – A Prefeitura de Itapecuru concorre com o Projeto de Reestruturação Urbana denominado do Itaparque, que começou a ser desenvolvido em junho de 2022, com a visita a Caruaru, de uma comitiva formada pelo prefeito Benedito Coroba, pelo secretário municipal de Meio Ambiente e outros membros da Administração para conhecer o conceito do Parque Linear daquela cidade.


A ideia foi desenvolvida em parceria entre as secretarias de Meio Ambiente e de Infraestrutura e contempla drenagem das águas pluviais, mobilidade urbana, arborização urbana, acessibilidade universal, esporte, lazer e cultura, saúde e higiene pública, inclusão social, participação comunitária. É um projeto integrado e estruturante, que objetiva requalificar e interligar, espacialmente, equipamentos e espaços livres públicos.

Trata-se uma intervenção que promove ainda a reestruturação de trânsito, a caminhabilidade, o transporte ativo e coletivo, arborização, saneamento e drenagem urbana, partindo do perímetro em área de risco para enchentes do Rio Itapecuru. Um avanço para o Maranhão em políticas públicas sustentáveis.


Confira abaixo a lista das cidades e projetos selecionados:

1. Belém (PA) – Requalificação urbanística e macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Paracuri e Programa de Macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Mata Fome de Belém do Pará – PROMMAF

2. Canaã dos Carajás (PA) – Projeto Construindo o Amanhã

3. Campo Grande (MS) – Plano Municipal de Rotas Acessíveis de Campo Grande (Projeto Piloto da Rede)

4. Fortaleza (CE) – Caminhos Verdes e Azuis. Microurbanismo Experimental unindo Pessoas, Natureza e Tecnologia/ Por uma cidade mais justa, integrada, inclusiva e sustentável

5. Itapecuru Mirim (MA) – Projeto de Reestruturação Urbana – Itaparque

6. Jaguarão (RS) – Cerro da Pólvora Lixo Zero

7. Nova Friburgo (RJ) – Projeto Integrado de Desenvolvimento Urbano Sustentável em área suscetível à ocorrência de desastres – diagnóstico e proposta de requalificação urbana e ambiental da vila-sede do 2.º Distrito de Nova Friburgo – Riograndina.

8. Palmas (TO) – Qualificação Socioambiental na área do Córrego Machado – Regularização Fundiária e Criação de Parque Linear

9. Santo André (SP) – Uma Floresta Municipal para o Jd. Santo André

10. São Gonçalo (RJ) – Recuperação socioambiental das margens do rio Alcântara (eixo jardim Catarina/Trindade/Complexo do Salgueiro) no município de São Gonçalo/RJ frente às emergências climáticas

11. Taquaritinga do Norte (PE) – Parque Ambiental Janelas para o Rio

12. Uberaba (MG) – Projeto Viva o Centro

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page