top of page
  • Foto do escritorkerysonlima

Alexandre Garcia é demitido da CNN por defender Bolsonaro


Mais um bolsonarista se deu mal. Dessa vez foi o famoso jornalista Alexandre Garcia, ex-Globo, que acabou sendo demitido na última semana da CNN por defender o tratamento precoce da Covid-19, que não tem nenhuma comprovação científica. Garcia ainda disse que se não fosse o tratamento precoce, o número de mortes seria ainda muito maior no nosso país pela Covid-19.


Todos sabem que o presidente Bolsonaro, irresponsavelmente,

não reconhece a eficácia da vacina. Mas, defende a todo custo o uso de medicamentos nem testados para combater a Covid-19.


Ainda vivemos o período de pandemia, mas já temos uma certa predominância da redução dos números de casos da doença. E isso, deve-se, sem sombra de dúvidas, ao avanço da vacinação em massa da população.


Na semana passada, o presidente Bolsonaro discursou na abertura da Assembleia Geral da ONU, e defendeu que seu governo priorizou o tratamento precoce contra a Covid-19, a exemplo da Cloroquina e demais remédios, que cientistas renomados dizem não ter eficiência alguma. Pelo contrário, essas medicações podem ter agravado muitos casos. Bolsonaro deixou claro sua negação à ciência e ratificou o não passaporte da vacina.


O discurso do presidente, claro, foi ridicularizado, e repercutiu de forma negativa na imprensa internacional. Bolsonaro ainda foi tido como persona non grata durante sua estadia em Nova Iorque.


Mesmo assim, ainda existem pessoas que vão na onda bolsonarista. A exemplo do renomado jornalista Alexandre Garcia, que perdeu o emprego por defender o "chefe" Bolsonaro.

24 visualizações0 comentário
bottom of page