top of page
  • Foto do escritorkerysonlima

Briga nacional de Ciro e Lula pode invibializar uma possível aliança entre PT e PDT no MA


Uma pesquisa realizada no fim de semana, a nível nacional, mostra que há uma tendência muito grande de uma terceira via para a Presidência, ou seja, nem Lula nem Bolsonaro.


Diante do cenário atual, é possível constatar que houve o crescimento dessa terceira via, que saltou de 24% para quase 30% do eleitorado brasileiro, que não quer votar nem em Bolsonaro nem em Lula.


A pesquisa repercutiu muito e trouxe algumas leituras interessantes com relação ao atual cenário. O Lula caiu de 45% para 42% das intenções de voto e Bolsonaro manteve os 23%. A rejeição é bem ampla de ambos, o que favorece a entrada de um terceiro nome na disputa, com possibilidade de grandes surpresas no processo eleitoral.


Há quem diga que o presidente Bolsonaro tem conversado com aliados e pensado em desistir da reeleição, e de repente até disputar uma vaga para o senado. É o que dizem alguns interlecutores que participam de conversas mais próximas com o presidente.


Por outro lado, uma outra leitura vem sendo feita e que precisa ser muito bem analisada. Há uma briga muito forte entre o Ciro Gomes e o Lula. Ciro tem dito que o pré-candidato petista não tem capacidade moral para retornar a governar o Brasil.


Essa briga do PDT pra cima do PT a nível nacional acaba trazendo uma situaçao muito difícil para o senador Weverton Rocha aqui no Maranhão.


Weverton queria oferecer palanque tanto pra Lula quanto para o Ciro Gomes. Mas, ao que parece, diante desse embate nacional, essa aliança com o PT vai ficar inviável.


Estamos acompanhando essas discussões e divergências a nível nacional de todos os lados.


Fato é que a possibilidade da terceira via cresce no meio do eleitorado brasileiro, e que a discussão de Ciro e Lula traz embaraços para o pre-candidato Weverton Rocha.

82 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page