top of page
  • Foto do escritorkerysonlima

Continua o estica e puxa entre a Câmara de Vereadores e Prefeitura


Prefeito Eduardo Braide e Câmara Municipal, ainda não chegaram a um entendimento, em relação ao reajuste para os servidores do Município.

No último dia primeiro de maio, Braide usou as redes sociais e anunciou um chamado maior aumento para os servidores, ao enviar para ser votado pelos legisladores, aconteceu algumas emendas.Segundo os parlamentares, algumas categorias, como agentes de saúde, Conselheiro Tutelares e outras não foram contempladas no projeto original do Prefeito. Só que, após as emendas o Prefeito não acatou o projeto emendado, e em suas redes sociais declarou:” do jeito que está não tem como conceder o reajuste” - declarou Braide.

Diante do impasse e, até, com a presença de técnicos do planejamento da Prefeitura, capitaneados pelo Secretário Emílio Murad, em reunião na Câmara, mesmo assim não teve acordo, isso em virtude de elevar em R$ 750 milhões o custo, pós as emendas feitas pelos vereadores, o que extrapola a lei de responsabilidade fiscal, segundo Braide e seus técnicos do planejamento.

Ontem 19/06 os vereadores, estiveram reunidos e decidiram que na segunda dia 26/06, vão em plenário discutir o veto do prefeito, aí no plenário ver se vetam o mantém o veto.

41 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page