top of page
  • Foto do escritorAndre Martins

Eliziane Gama enfrenta descontentamento no meio evangélico


A Senadora Eliziane Gama PSD, ao que parece terá dificuldades para apaziguar a desconfiança que, grande parte, de seus irmãos evangélicos, está tendo em relação a sua postura.

O problema todo começou, após a decisão tomada pela Senadora nas eleições gerais de 2022, ela aliou-se a Flávio Dino, Brandão e Lula, só que esse pleito foi espiritualizado por grande parte dos religiosos e principalmente os evangélicos. Na verdade alguns líderes, começaram a endeusar o Bolsonaro e demonizar o Lula e aqui no Maranhão, parte desses evangélicos que se denominaram de direita, ”empunharam” a bandeira do Lahesio Bonfim e Bolsonaro, Assim quem não votasse e não defendesse o Bolsonarismo, não era mais evangélico e, foi aí que começou esse ódio contra a Senadora, ela que é filha de pastor, tem origem na Assembleia de Deus, muito identificado com a Igreja, sempre foi votada pelos crentes, que agora entendem que ela pra continuar sua carreira, por sinal exitosa politicamente terá que se alinhar ao chamado campo da direita e defender o Bolsonarismo.

A Eliziane,é uma competente Senadora, respeitada no Congresso Nacional e, estando com atuação destacada, ela foi fundamental na luta pelo piso dos enfermeiros e na verdade, continuamente está em defesa de pautas que defendem os mais necessitados. Sobre o ponto de vista político pode se dizer que a Senadora tem atuação bastante positiva.

Mas, por seu posicionamento não a favor do que chamam direita, ela foi vaiada, em Evento da igreja, realizado em São Luís no Multicenter SEBRAE, o décimo segundo Comadesl, evento da mocidade da Assembleia de Deus, que teve a presença de várias autoridades entre elas, o Governador Carlos Brandão.

66 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page