top of page
  • Foto do escritorkerysonlima

TSE convida "Hackers do Bem" para Testar as Urnas Eletrônicas e Fortalecer a Democracia Brasileira

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deu um passo ousado em direção à garantia da segurança e confiabilidade das urnas eletrônicas que serão utilizadas nas eleições municipais de 2024. Em uma iniciativa pioneira, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, convidou nesta sexta-feira (25) não apenas especialistas em tecnologia, mas também os famosos "hackers do bem" para participar de um Teste Público de Segurança das Urnas e dos Sistemas de Votação e Apuração (TPS).


O Que é o TPS?


O Teste Público de Segurança (TPS) é um programa inovador que visa garantir a confiança e a integridade das urnas eletrônicas e dos sistemas eleitorais. Ele permite que especialistas em tecnologia da informação examinem detalhadamente as urnas e identifiquem possíveis vulnerabilidades. Essa colaboração entre o TSE e a comunidade de "hackers do bem" tem como objetivo fortalecer a segurança das urnas e, consequentemente, do processo eleitoral brasileiro.


Quem Pode Participar?


A participação no TPS está aberta a todas as pessoas interessadas, desde especialistas em segurança cibernética até entusiastas da tecnologia. As etapas do teste ocorrerão na sede do TSE, em Brasília, de 27 de novembro a 1º de dezembro. Esta é uma oportunidade única para todos aqueles que desejam contribuir para a segurança da nossa democracia.


Como se Inscrever?


Para se inscrever e fazer parte deste importante teste de segurança, basta visitar o site do TSE e seguir as instruções. O edital foi publicado no dia 23 de agosto e enfatiza a importância da participação da comunidade tecnológica para melhorar ainda mais a segurança das urnas eletrônicas.


Compromisso com a Segurança Cibernética


Durante o Seminário Internacional de Segurança Cibernética nas Cortes Superiores, o presidente do TSE, Alexandre de Moraes, reforçou o compromisso do tribunal com a segurança cibernética e a tecnologia. Ele destacou a necessidade de investir em segurança digital para prevenir, combater e responsabilizar aqueles que tentam atacar sistemas e dados de instituições públicas.


Moraes afirmou: "Temos um grande dever com o país de garantir uma segurança cibernética que permita a prevenção e, depois, com os dados colhidos dos ataques, consiga prender e punir os que tentaram invadir, como temos feito."


A Sétima Edição do TPS


Este ano marca a sétima edição do Teste Público de Segurança, que se tornou uma tradição no calendário do TSE. Durante o teste, os participantes terão a oportunidade de avaliar diversos aspectos, desde a geração de mídias das urnas até os sistemas utilizados na votação, apuração, transmissão e recebimento de arquivos. Isso inclui não apenas o software das urnas eletrônicas, mas também o hardware e os sistemas de apoio aos processos de auditoria.


Em resumo, o TSE convida todos os interessados a se juntarem a essa iniciativa importante para fortalecer nossa democracia por meio da segurança cibernética. A colaboração entre especialistas e hackers éticos é uma maneira eficaz de garantir a integridade das urnas eletrônicas e a confiança do povo brasileiro no processo eleitoral. Junte-se a nós nessa missão pela democracia e pela segurança.



9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page